Sexo aumenta a imunidade?

0

Além de ser uma ação prazerosa, o sexo também oferece ótimos benefícios a nossa saúde e bem-estar, proporcionando sensações de felicidade e de tranquilidade.

Pode parecer besteira associar o sexo a melhoras repentinas no sono ou na qualidade da pele – muitos até são céticos quanto a esses benefícios -, mas o sexo aumenta a qualidade de vida.

Quer entender um pouco mais sobre o papel do sexo e compreender os seus benéficos para o organismo? Afinal de contas, ele aumenta ou não a imunidade?

Sexo é saúde

Pessoas com insônia também são beneficiadas. Segundo alguns médicos, o sexo estimula o hormônio ocitocina (oxitocina), responsável pela sensação de tranquilidade, que diminui o estresse e a ansiedade, levando a um sono reparador e um descanso agradável.

Além disso, o sexo tem grande participação na redução do risco de desenvolvimento de doenças cardíacas, na melhora da pele de homens e de mulheres, na queima de calorias, no alívio de tensões, prazer e felicidade. 

Estudos sobre os seus benefícios desta prática foram feitos por cientistas de uma universidade no Reino Unido em homens e mulheres que fazem sexo regularmente, duas ou mais vezes por semana, confirmando que o sexo garante mais saúde.

Como o sexo reduz o estresse

Dias estressantes são rotineiros na vida de muitas pessoas, gerando inúmeros problemas, entre distúrbios emocionais e variações de humor. O sexo, no entanto, pode ajudar a revertê-los, melhorando a qualidade de vida.

O sexo ajuda o indivíduo a aliviar a tensão com a liberação de ocitocina e endorfina. O primeiro hormônio age com um estimulante de tranquilidade, aliviando o estresse e a ansiedade.

Já a endorfina é responsável por diminuir a tensão e trazer prazer e felicidade às pessoas.

Sexo ajuda na imunidade: mito ou verdade?

O sexo aumenta a imunidade? Antes de responder a essa pergunta, você precisa estar ciente de que os benefícios aqui mostrados realmente provém do ato sexual e são reais.  Também é possível potencializar os resultados: descubra seis alimentos que estimulam o prazer sexual!

No entanto, quando falamos do aumento da imunidade, para combater doenças como gripes e resfriados ou até mesmo proteger da Covid-19, o sexo não tem esse poder.

Dessa forma, esta afirmação se mostra um mito. Além da sensação de prazer, tranquilidade e diminuição da tensão, entre outros, o sexo não estimula o sistema imune ou aumenta a sua atividade. Há alguns estudos, feitos com voluntários, que não esclarecem de fato se isso realmente acontece.

Outras pesquisas do gênero, feitas em maior escala, trazem mais dados. Uma delas, de 2004, analisou cerca de 112 estudantes que faziam sexo regularmente – duas ou mais vezes por semana – e outros com uma frequência inferior de relações sexuais no mesmo período. Ficou provado que nos dois casos os níveis do anticorpo imunoglobulina A, responsável pelo estímulo do sistema imunológico, eram iguais em ambos.

Em 2017, o The Journal of Sex Research publicou um estudo com 32 voluntários do sexo feminino, constatando que não houve alteração alguma na produção do anticorpo imunoglobulina A após o sexo.

Esse mito também foi desmentido por um médico e infectologista brasileiro Adilson Westheimer, da Associação Paulista de Medicina. Ele uma entrevista, ele mencionou que, além da liberação de endorfina, o sexo não tem influência alguma na melhora da imunidade no organismo.

Quer saber mais? Então, descubra 20 coisas que todos precisamos saber sobre sexo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.